terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Querido Príncipe Encantado

Eu não preciso de você.
Exatamente isso que você tá lendo: não preciso de você , e vamos ser sinceros: esse negócio de príncipe encantado tá meio brega né?
Afinal de contas em pleno século 21 se eu não conseguir me salvar quem vai? Não preciso de ninguém atrás de mim tentando me salvar - aliás , me salvar de quem? Só se for dos meus próprios boicotes.
Mas aonde estava mesmo? Certo , me salvar. Eu mesma posso me salvar e quero fazer isso , orgulhosa do jeito que sou , acha mesmo que vou deixar você fazer todo o trabalho e posar na minha frente em um cavalo branco? Na na ni na não.
Não vou ficar sentada esperando você chegar no seu cavalo branco , que aliás tá ultrapassado também , aposenta o coitadinho. Mas se você acha que vou ficar aqui esperando por você , está completamente errado. Quem você pensa que é? A última bolacha do pacote? Já chega me chamando de princesa (que brochante!) e quer me beijar , dizendo que seremos felizes para sempre?
Pera ai , senhor Encantado: qual seus interesses? Quais seus livros favoritos? Gosta de assistir filmes? Quais seus planos pro futuro?
Não tá achando que eu sou otária né? Muito menos mulher fácil!
E se mesmo assim você quiser me conhecer , vamos deixar bem claro que eu sei muito bem o meu lugar e não é dentro de casa limpando os móveis. Quero trabalhar , ser livre , não depender de ninguém! Quero fazer minha paixão , quero escrever e quero que entenda que preciso me sentir realizada profissionalmente.
Anotado? Mesmo assim quer me conhecer? Nossa , que corajoso!
Mais um combinado: nada de ciumes né? Não quero ninguém enchendo meu saco porque eu saí com meus amigos. Não quero um cara grudento , não quero dormir de conchinha nem apelidos idiotas. Não quero casar , não quero filhos e muito menos que você me mande mensagem de madrugada. EU GOSTO DE DORMIR. Não gosto de me arrumar , não tenho paciência e falo palavrão.
Não gostou? Não pedi pra você vir aqui e bancar o herói. A história é minha lembra? Quem dá a palavra final sou eu! Então se não é isso que você quer dê meia volta com o cavalo e vá a procura de uma garota que seja o que eu não sou.
Sem ressentimentos! Minha história está só no começo e entre erros e acertos vou escrevendo os capítulos da minha vida do jeito que eu quero.
xoxo
Stephanie

4 comentários:

Nicole Corrêa disse...[Responder comentário]

haha, adorei *-* muuuuito legal, bem diferente seu tipo de escrita. Parabéns, e seguindo o blog
www.nicolecorreaa.blogspot.com

Stephanie Ramos disse...[Responder comentário]

Obrigada Nic , você é uma fofa e estou seguindo seu blog também!

Maria Gabi disse...[Responder comentário]

Adorei o texto e acredito plenamente nisso. Principe encantado não existe e nunca existiu. Temos que nos livrar dessas ideias e aprendermos a ser felizes sozinhas. Ai, encontraremos alguém para dividir essa felicidade ;)

Um beijo linda
www.blogdamariagabi.com.br

Stephanie Ramos disse...[Responder comentário]

Obrigada Gabi! Exatamente! A sociedade nos ensina que temos que ser princesas mas não é assim! Só nos resta achar pessoas para dividir a felicidade mesmo! beijos linda!

Postar um comentário